Carrancas: um mini-guia de final de semana

abril 15, 2016


Como vocês viram no post anterior com as fotografias e vlog de Carrancas , hoje quero deixar registrado aqui algumas informações pra quem deseja visitar esta pequena e charmosa cidade de Minas Gerais. Eu vou separar por tópicos que acho que fica melhor para detalhar as informações.

HOSPEDAGEM

Há pousadas e hotéis espalhados pela cidade. Fiquei na  Pousada Céu e Serra e essa é minha recomendação, uma pousada lindinha e tranquila na entrada da cidade (uns 2 km). Achei o pacote do final de semana bem em conta, paguei R$140,00 - check-in na sexta e check-out no domingo - com café da manhã e café da tarde! Sem contar da simpatia do dono e funcionários. Ficamos em um dos apartamentos com frigobar, microondas e uma varanda com rede. Fomos em baixa temporada.

MALA

Como são cachoeiras, leve roupas frescas e confortáveis: shorts, regatas, biquínis. Recomendo levar dois pares de tênis (caso faça alguma trilha que molhe os pés, pelo menos você terá outro para usar no dia seguinte). 

Algumas trilhas são pela mata e se for o caso, use uma legging. Leve mochila com água, algum lanche, repelente, boné ou chapéu e muito protetor! Se quiser fazer um passeio pelas grutas, terá que levar lanterna.

A temperatura a noite cai, então recomendo levar agasalho. 

COMIDA

Almocei no Restaurante Recanto que é um self-service por quilo muito gostoso que fica na entrada na cidade (praticamente do lado da praça). Cheguei depois das 15:30h e ainda estava tudo quentinho e por isso recomendo bastante.


DINHEIRO

Recomendo levar um pouco de dinheiro em espécie, pois como a cidade é pequena, não são todos os lugares que aceitam cartões e lá só tem um banco (Banco do Brasil). Mas tanto na pousada quanto no restaurante aceitavam cartão.

O QUE FAZER

A cidade proporciona muitos lugares para conhecer. Tem o Complexo da Zilda, há passeios por grutas e muitas outras cachoeiras (veja nesse site aqui os roteiros). Além, é claro, da própria cidade em si com a praça e igreja que eu achei bem bonita! Como passamos apenas um final de semana, não conseguimos desfrutar de muita coisa. 

Complexo da Zilda
Uma área particular onde ficam várias cachoeiras bacanas. Na cidade você pode procurar um guia para te levar lá (pra quem vai pela primeira vez), mas nosso guia foi o próprio dono da pousada e pagamos R$10,00 cada pessoa. O complexo fica bem longe da cidade, uns 40 min de carro em estrada de terra, mas não tem como se perder pois há placas por todo o caminho. Muita poeira, já digo, então fechem os vidros! Pagamos R$3,00 para ir no Escorregador da Zilda e R$3,00 na Cachoeira da Zilda cada pessoa.

Obs.:Para chegar na Cachoeira da Zilda tivemos que atravessar dois rios e ambos com água pela cintura! As pedras são escorregadias (eu caí na volta!) então muito cuidado. 

A noite os bares e restaurantes abrem e no Restaurante Recanto tem música ao vivo, mas não é muito grande então chegue cedo - tipo umas 20:00h.

CONSIDERAÇÕES

É um lugar realmente bonito para se visitar e pra quem gosta de tranquilidade. Se desejar um guia, lembre-se que andará bastante e esteja preparado para entrar dentro de rios e caminhar sob o sol e por dentro da mata  (fizemos uma longa caminhada no sábado, mas gostei bastante. Foi revigorante!). 

Sobre os gastos do final de semana foram mais ou menos R$240,00 - pousada, comida e outras coisas que compramos pra levar (sem a gasolina).

Você também pode gostar

2 Comentários

  1. Muito bom. Vou usar para influenciar um pessoal daqui pra ir, hehe.
    Sobre dinheiro em espécie, já fui treinado. SJDR é até grandinha, mas insiste nesta mania de só aceitar dinheiro como pagamento em restaurantes e outras lojinhas. =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho vontade de conhecer SJDR... Quero me programar pra passar um final de semana aí :D

      Excluir

Like Us on Facebook

Youtube