Ambíguo

abril 08, 2016


Busco-me
Não sei aonde quero ir
Nas incertezas de olhares
Que me fazem sorrir

Palavras subentendidas lidas nos olhos
Disseras, talvez que poderia ser uma interpretação
Concluíste o que eu nunca disse
Não compreendeste

Sorri pelos olhos
Enquanto tu olhavas para o outro lado
Então eu disse tudo
Não vede...

Encontro-te? Não sei
Tu és mistério...
Olho para os lados e tu olhas como eu sorrio
Não percebo...

Sem graça,
Muda o assunto
Temos a certeza do que está nítido
Começamos a rir

Confusa eu ainda busco
Não menos do que tu
Também buscas a si
Tudo muito ambíguo

Tu partes
Perco-me imediatamente
Eu aceno e sorrio
Cada um para seus alardes

Entendemos tudo
Codificamos nada
Mas ninguém fala
Sou mistério...

Você também pode gostar

0 Comentários

Like Us on Facebook

Youtube