O nexo do complexo

fevereiro 19, 2016


Quem viu, não viu...
Mas quem não viu percebeu algo?
Quem percebeu não notou o que existia além...
Tudo muito complexo
Na inquietude daquele que ficou perplexo,
Do abstrato que era
O contrário do que parecia ser...
Seria alguma coisa?
Cores demais se misturavam com as formas surreais
Tudo visualmente bonito e sem reflexo
Uma imagem apreciada num retrato irreal
Formas fugazes das introversões funestas
Olhos que se fecham, lágrimas que não caem
Não existia um interior alarmante
De algo que sempre esteve distante
Geometrias incertas de uma vida
Fantasia idealizada pra dizer quem não era
Mas era?
Dúvida subjugante de um ser desconcertante
Não sabe ser e é abstrato
Abstrai o que não quer e quer ser o que não pode
Colore sua vida de mentira pra ver se é real
E no final descobre que tudo é sem nexo.

Você também pode gostar

0 Comentários

Like Us on Facebook

Youtube