O Patinho Feio não virou cisne

outubro 30, 2015


Feio era um patinho que não era feio, pois tinha o coração bom.
A maldade estagnara na floresta onde vivia, sendo alimento de seus habitantes...
Feio era feio por nome, pois era o mais estranho de uma ninhada de cinco filhotes. Caçula dos filhotes de mamãe Pata...
Mas não poderia um patinho ter saído tão diferente dos outros!
-Uma aberração! -Uma aberração! Os animais da floresta gritavam em coro.
Os irmãos o desprezaram e mamãe Pata ficou inconformada...
Então sua família o rejeitou e ele fugiu de casa.
Até que em uma de suas andanças avistou uma fazenda. Viviam lá um fazendeiro com sua família, um caseiro, duas vacas e algumas galinhas...
Resolveu ficar ali mesmo...
As galinhas cacarejavam alegremente no quintal...
Encontrara a felicidade... Pensou...
Era amigo das galinhas e vivia no galinheiro com elas...
Mas os tempos se tornaram difíceis, as galinhas já não estavam produzindo ovos, as vacas já não estavam dando leite.
A fazenda foi se acabando aos poucos...
Até que um dia o caseiro com suas mãos de aço pegou o patinho, quase um adulto, que estava dormindo sobre a palha...
Agarrou-o pelo pescoço e foi torcendo, torcendo...
Feio não deu um pio...
Era uma vez um patinho Feio que  era feio apenas por nome, que daqui uma semana iria virar cisne... Mas foi pra panela.

Você também pode gostar

1 Comentários

  1. Que tétrico!
    Ou melhor, usando um aforismo bem conhecido, posso dizer que "seria cômico se não fosse trágico".

    ResponderExcluir

Like Us on Facebook

Youtube