Os 13 porquês - Jay Asher

junho 23, 2015


Clay é o narrador dessa história e ele acaba de receber uma caixa de sapatos contento fitas cassetes. Quem hoje em dia usa fitas cassetes? Ouvindo a primeira ele logo descobre que foi Hanna quem gravou, mas ela se matou na semana anterior. Por que as fitas? E por que ele?

Ouvindo-as ele percebe que Hanna gravou todas elas para pessoas que fizeram da sua vida um inferno e contribuíram para que ela se matasse. Mas então por que Clay está ali, já que ele não fez nada à garota? Clay está em uma das fitas sim, mas ao contrário de todos as pessoas citadas, ele está por uma coisa boa.

Hanna gravou a versão verdadeira dos boatos que a perseguiram durante muito tempo de sua adolescência. Ela foi chacota por muito tempo dos colegas de colégio e com o tempo ela foi ficando depressiva ao ponto de não saber mais o que fazer e acabou colocando um ponto final nisso tudo. Sabemos das mentiras contadas, das falsas amizades, dos cochichos e do conselho que não foi dado. Tudo isso foi juntando e ela não conseguiu suportar.

Uma história triste e mostra como é uma pessoa carregando tudo isso por um tempo. Chega uma hora que não dá mais, não é? Na verdade ainda fico me perguntando por que ela não procurou ajuda, procurou conversar com os pais... Talvez seu destino pudesse ter sido evitado. Alguns adolescentes são cruéis. 

Eu sofri bullying na escola sim. No meu caso por ser gordinha e sempre eram risadinhas e comentários maldosos da parte dos colegas. As vezes eu me sentia triste, mas em outras nem ligava - eles eram ou continuam sendo babacas. Mas eu sobrevivi e estou aqui escrevendo esse post e comentando desse livro. Ao contrário de mim, algumas pessoas são mais sensíveis e precisam receber mais atenção.

No caso de Hanna, suas mudanças foram acontecendo aos poucos, mas radicais. Ela já não ligava mais para a aparência, ia mal nos estudos. O livro nos abre os olhos para prestarmos atenção nessas mudanças nas pessoas.

Um ponto negativo, talvez o único, é a forma que Hanna narra todo começo de fita quando vai nos apresentar a próxima pessoa à quem a fita é destinada. É como se ela tirasse sarro da própria morte, uma coisa sem muita importância. E narrando assim, já percebe-se que ela não liga mais pra si  mesma. Achei triste e não gostei.

Apesar disso é um bom livro. Nos transmite algo que está bem na nossa frente e que as vezes não damos muita importância. Mas é preciso prestar atenção. Leia e tire suas próprias conclusões.




Editora: Ática | ISBN9788508126651 | Páginas: 256 | Lançamento: 2009
ComprarAmazon - Saraiva

Você também pode gostar

0 Comentários

Like Us on Facebook

Youtube