Colorindo a vida

abril 02, 2015



Vive num mundo escuro aquele que ainda não descobriu o valor nos detalhes. Eu vivia em meio a essa turbulência criada por mim mesmo.
Minhas nuvens eram cinza, pois sei que em muitos momentos não deixei estes pesos caírem em forma de chuva.
A água molharia meu papel. Isso faria diferença para alguém como eu?
Talvez fossem os dias acinzentados...
Foram anos de lutas, amargurei-me pelo que não tentei e fiquei olhando o pomar de maçãs do vizinho carregar de frutos. Ele pintava seu mundo, enquanto eu estava intacto com minhas indagações...
Tenho alguns anos e certa idade...
Achei que fosse tarde, mas todo dia é novo.
Sei que as lutas sempre virão e eu serei um guerreiro perante elas.
Amorteci o que eu era e não posso me cegar ao que existe de belo se eu ainda posso ver.
Nas coisas aprendi o valor de não tê-las e no sentimento tenho o que ninguém pode arrancar de mim.
Alguns lápis nas mãos...
As nuvens parecem mais leves e a chuva molha o meu pomar... Já imagino as maçãs que colherei na medida em que colhemos o que plantamos.
Não vejo mais tanto cinza. Estou vendo um novo jeito de viver.
Com o lápis da força lá vou eu, a cada instante.
Colorindo a vida...

Você também pode gostar

0 Comentários

Like Us on Facebook

Youtube