Barco de papel

janeiro 23, 2015


No porto existe um barco, ele contorna a borda.
Vai saindo de mansinho sumindo pela cortina azul.
Longe, segue pelo espelho do céu.
Navega pelas águas agitadas dos mares e transborda a carga que trouxe de onde saiu.
Traz com ele sonhos e fantasias de garotos que jogam bolinhas de gude no quintal.
O vento sopra e o leva para a imensidão azul... Leve e envolto para o infinito.
Desacordados estão os garotos enquanto ele navega pelo azul inabalável.
Vai perdendo a direção aos poucos e sua carga é lançada nas águas profundas.
Os sonhos afogados pereceram-se. E o barco vai afundando va-ga-ro-sa-men-te.
Os meninos acordam assustados. Porém não conseguem avistar mais nada...
Onde está o barco? E os sonhos?
Ninguém sabe.
Nada além de uma folha molhada em um balde de água fria...


Você também pode gostar

0 Comentários

Like Us on Facebook

Youtube