365 dias

dezembro 26, 2014


O silencio fala o que o coração silencia...
Coração silencioso de dois figurantes de uma história de esperas.
A espera árdua da tarefa de tempos nebulosos em dias de sol são memoráveis em momentos como este.
365 dias, talvez 366. Um ano que se encerra.
Dádiva da vida que germina no frutificar dos sonhos.
Logo haverá um doce encontro.
Proximidade de um velho cansado das experiências de expectativas misturadas de sentimentos.
O velho já está cansado da fadiga do labor de tudo que lhe acontecera até ali e senta esperando seu fim, não há muito que ser feito.
O novo vem de mansinho trazendo com ele os planos que não puderam ser realizados pelo velho.  Vagarosamente o jovem chega de braços abertos e traz a calma da pressa em um  abraço a ser dado na proximidade dos dois.
O velhinho dá um sorriso e caminha para o último encontro.
Assim termina mais um ciclo.
Não existe mais o velhinho, apenas uma criança com o mesmo destino do senhor acalentador de um abraço. E assim recomeça mais uma história...
... Mais 365 dias...

Você também pode gostar

0 Comentários

Like Us on Facebook

Youtube