Consciência

outubro 31, 2014


À noite você pensa em dormir, mas algo domina sua mente e invade seu corpo. Seus miolos fervem e relatam o filme de um dia que violentou a tua dignidade...
Os ombros pesam e se limitam a carregar dúzias de desconcertos dos equívocos de suas decisões pífias...
Ela está atrás de você, não pode vê-la, mas sente... Está sugando suas energias e bate à sua porta pedindo doces... Mas não se pode adoçar o amargo da alma... E você a ouve:
- Gostosuras ou travessuras?
Ninguém lá fora... Apenas sussurros...
Algo tenebroso escurece o que parecia claro, suas pupilas dilatadas espreitam algum ruído estranho. As crianças correm pelas ruas, mas você não as vê... Só enxerga o que lhe convêm...
Sua cabeça está cheia de aterrorizantes fatos que o trouxera até ali e são estes acontecimentos que estão te deteriorando aos poucos...
A noite fica cada vez mais escura... E as bruxas que você criou voam nas suas vassouras tumultuando a lona negra escassa de estrelas... É o teu céu imaginário...
Tente dormir...
Arrepende-se do que fez... Ainda há tempo.
Enquanto isso ela abre a porta devagar...

Você também pode gostar

0 Comentários

Like Us on Facebook

Youtube