Em breve, primavera

setembro 05, 2014


Meu coração sente o frio do fim do outono, mas minha alma descansa para a primavera que virá...
Meus sonhos não são mais meus... Não durmo faz alguns dias... Nem sei onde estão meus amigos e ao menos insisto em procurá-los. Ausentei-me do externo. Fui morar longe...
Posso ver as árvores brotarem...
Sinto que o que está acontecendo se transformará em breve...
Minha alma chora e rega o os brotos que inocentes se escondem entre os galhos... Talvez os amigos verdadeiros estejam entre um dos ramos, posso procurá-los...
Eu queria sair por aí. Gritar anunciando o que irá surgir, mas nem isso ouso fazê-lo... É mais forte do que eu.
Estou certa das incertezas...
Os galhos se preparam para a alegria das flores da mesma forma que eu espero ansiosamente sentir o perfume de cada uma delas. Poder tocar as pétalas e lembrar que são apenas estações...
É o nada sendo tudo. Mais um botão que aparece de onde existia apenas um ramo liso...
Minhas ideias se transformam e acompanham as asas dos pássaros indo em direção ao novo ninho...
Nada perdura para sempre, mas pode ser resgatado para a eternidade através do que é bom. Lembranças de primaveras passadas fazem refletir.
Apenas uma fase que se encerra para o início de outras...
São flores, ninhos, cantos e encantos...
Uma rosa mostra todo seu vigor. É a fineza do amor que colore o jardim de minha alma...  E transborda sorrisos em forma de flor. Ainda não sei ao certo, mas tenho a certeza de que desabrochou de um botão.
Em breve... A primavera...

Você também pode gostar

0 Comentários

Like Us on Facebook

Youtube