Livro: O menino que via demônios de Carolyn Jess-Cooke

abril 28, 2014

O menino que via demônios
ISBN: 9788532528131
Editora: Rocco
Páginas: 384
Lançamento: 2013
Cultura - Submarino - Saraiva - Book Depository

Alex tem 10 anos e mora numa casa caindo aos pedaços em um bairro violento na Irlanda do Norte com a mãe. Ele é uma criança diferente das outras, parece que possui bem mais idade pela maneira como se comporta e como conversa. E o que mais difere ele das outras pessoas é que ele pode ver e conversar com demônios.

Ruen, o demônio que fica quase diariamente com Alex, também não sabe porque só Alex é capaz de vê-los e por ordens superiores fica responsável por estudá-lo. Uma das maneiras de estudá-lo é pedir a Alex que faça coisas ruins para outras pessoas. Mas Alex nunca faz.

Anya é uma psiquiatra infantil que voltou para o país após anos morando fora. Uma dos motivos para ela se especializar nessa área foi a própria filha diagnosticada com esquizofrenia. Seu passado é um tanto triste e vemos como isso afeta sua vida atual.

A narrativa é dividida entre capítulos narrados por Alex e por Anya. Nos capítulos de Alex conhecemos como ele começou a ver demônios, os pedidos de Ruen, as conversas entre os dois, a relação que ele tem com a mãe, com Anya e com outras crianças. Pelo lado da Anya conhecemos seu passado, sua filha, sua vida amorosa, suas conclusões para o diagnóstico de Alex e diversas maneiras para diagnosticar uma criança com doença mental.

O livro é interessante justamente pelas partes em que se comenta sobre doenças mentais. O foco são crianças o que fica ainda mais interessante, pois consegui ter uma noção do processo de diagnóstico e as várias possibilidades de doenças. Percebemos que o processo é lento, as conversas entre Anya e Alex são normais, mas percebemos como ela consegue chegar em assuntos chaves para seguir um caminho.

Eu me interesso muitíssimo por assuntos de psicologia e adorei essa mistura de informações reais com ficção. A leitura foi agradável, mas pra quem não curte o assunto pode achar meio chato as partes da Anya. Recomendo a leitura com certeza!


Você também pode gostar

0 Comentários

Like Us on Facebook

Youtube