Uma rima, uma sina

dezembro 11, 2013


Não vou ficar triste se uma hora não deu certo
Tenho mais 23 para sorrir
O que me abala é o longe que parece perto
É uma alavanca, sem ponto fixo do agir.

Não quero ficar magoado por um beijo não roubado
Privando-me do que não tenho, ou negligenciar
Nunca obtive esse soluço meio que embaraçado
Que meus olhos choram, sem ao menos reclamar.

Não espero uma palavra amiga, sem antes ser amigável com o que falo
Ainda não sei o que quero, só o que espero
De mim espero tudo, dos outros?
Olho, aceno e me calo.

Esses versos ultrapassados soam irritantes
Como sua fama descabida
Pra mim não passam de tímidas conversas desconcertantes
Poderia ser diferente se soubesse apenas um pouco mais da vida.

A chuva molhou a terra
Solo de onde nasceria uma flor
A geada tocou a folha como guerra
Orvalho que não se compara a um equívoco... AMOR.

Imagem: via


Você também pode gostar

4 Comentários

  1. Achei que a imagem não combinou. Ou não, sou meio burro com poemas.
    ´~`

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não entendo muito poemas. Não gosto muito. Mas a Tamara só comentou que não era sobre "Amor" quando já tinha sido publicado ¬¬
      Deixei como está hehe

      Excluir
  2. A foto pode não ter combinado, mas o poema é lindo! É o que vale! São as palavras!
    Adorei
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  3. Oi Pessoal! A imagem achei bacana, pois é resultado de algo que poderia ter dado certo se cultivado, mas não deu e ficou somente nos pensamentos daquele que escreve. Não é Amor em si, é a forma de lidar com as circunstâncias. Espero ter ajudado! E que tenham gostado. Abraços. Fiquem com DEUS!

    ResponderExcluir

Like Us on Facebook

Youtube