Desabafo

novembro 16, 2013


Nunca ouça demais, somente o suficiente para caminhar.
Suas decisões são suas, a vida é um modelo único sem cópias.
Opiniões são dadas se tiverem valor, mas qual é o preço de uma palavra?
Como entender completamente seu semelhante, sem ser ele si próprio?
O que absorvo da vida é o que ainda estou aprendendo...
Cometemos falhas para que possamos entender que não há amadurecimento sem lutas.
Se as coisas voltassem para que modificássemos o presente passado... Mudaria o que disse e falaria o que gostaria. Mas hoje, me calo. Não há retrocessos...
Estou contando as páginas que não foram escritas, não vou rascunhar o que já vivi. Nem posso reescrever o passado. Têm coisas que são preferíveis esquecer, pois inflamam  a alma.
Há tantas formas de ver o mundo, várias de ser do mundo, mas somente uma de ser muito mais de um simples alguém para o mundo. Pois não é o Planeta que chamamos de “O Mundo”, mas as pessoas que habitam a esfera que se distancia cada vez mais do brilho do sol.
Assim as pessoas se afastam do brilho que as levam pra perto, perto é um lugar que elas necessitam estar próximas delas mesmas.
Porém fui pra tão longe, tentando planejar a vida; ouvindo demais, e enxergando de menos.
A cegueira tornou-me esse alguém...
 Se eu pudesse ter a audácia de não preocupar tanto, seria a pessoa que sou hoje?
Minhas noites são remotas, meus pesadelos constantes.
Projetei meus sonhos e colhi pesadelos que sonho acordado.
Quero apenas o suficiente...

Você também pode gostar

2 Comentários

  1. "preçode" "Nemposso"

    Sim, sou chato.
    Muito bom o texto, parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei! Obrigada por informar os erros. De vez em quando deixamos passar, isso não é chato não - agradecemos muito ;)

      Excluir

Like Us on Facebook

Youtube