Só por uma noite

abril 24, 2013


Só queria que por uma noite tudo fosse realizado. Dizem que quando se canta alto e claro para a lua, quase como um uivo, ela atende. Lembrei-me do início, do frio na barriga, de quando o teu cabelo chicoteava minha cara. Passei o dia a me torturar de lembranças vagas, lembranças antigas e intocáveis, mas lembranças. Pensei no futuro, no que possa vir a acontecer.
Que tal morrermos hoje e só voltarmos amanhã, meu amor? Dessa forma não teremos arrependimentos ou decepções; permanecerá apenas uma imagem estática, por toda uma vida de um dia, de nossas melhores lembranças. Congelaremos em um sorriso singelo e ao amanhecer vamos perceber que nada nesse mundo importa apenas o olhar de duas pobres vítimas da paixão.


Jean Carlo tem 18 anos e é de Natal no Rio Grande do Norte, você pode encontrá-lo no facebook. Se você tem um texto ou crônica e quer ver ele aqui no blog, pode entrar em contato pelo e-mail colinadotordo@gmail.com .

Você também pode gostar

0 Comentários

Like Us on Facebook

Youtube