Pensando alto...

janeiro 14, 2013


Não jogo cartas, pois não vejo a sorte nelas. 
Descarto tudo, não existem coisas certas ou incertas, talvez um lugar ou outro e nada mais. 
Desconcentro-me com os acertos e amadureço com os erros depositados em minha caixa de lembranças... Uma lágrima não me faz forte, nem fraca, apenas purifica o que está sendo filtrado... 
Coisas quebradas, cavacos ao chão e alguns pedaços de tempos espatifados... 
Acho que são distúrbios da normalidade e complexos de crises de risos ou um dos formulários do cotidiano engavetados em arquivo morto... 
Quanta sabedoria escondida em rostos cansados na esperança de alguém os ver! 
Muitos depositam o que não têm e emprestam o que não os servem... Hum...será por que estão cansados de serem quem são? 
Ou nunca foram pessoas com opinião própria? 
Esta aí um mistério que cada um carrega consigo... 

-Com quem está falando menina? 
-Nada não mãe, apenas pensando...


Você também pode gostar

1 Comentários

  1. Belo texto!
    ^^
    Eu gosto de jogar cartas :}


    http://postitandscrapbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Like Us on Facebook

Youtube